ESTOU GRÁVIDA, DEVO PARAR DE ESCALAR? VERDADES E MITOS

Um assunto que geralmente gera polêmica no mundo dos esportes é quando uma atleta engravida. Logo vem aquela tia, mãe ou avó dizendo: “pare com essa loucura, você precisa descansar para ter uma gravidez saudável”. Porém, será que praticar esportes durante esse período é prejudicial à mãe e ao bebê?

Segundo a ciência não. De acordo com estudo de revisão publicado em uma das revistas mais importantes do mundo, um programa de exercícios moderados durante a gravidez ATENUA os riscos durante a mesma (BARAKAT, et al., 2015). Além disso, o estudo encontrou os seguintes benefícios:

  • Efeitos benéficos no fortalecimento do assoalho pélvico;
  • Prevenção da incontinência urinária;
  • Redução da obesidade na mãe e no bebê;
images
Créditos da Foto: Gustavo Jordaky

No entanto, não estamos falando de qualquer esporte e sim da escalada, o melhor deles (rs…). Neste sentido, temos que levar em consideração que a escalada (seja ela no indoor ou outdoor), é um esporte de impacto e sugerimos que não deva ser praticado nesta configuração durante o período gestacional. Por mais técnica e segura que você seja, durante a gravidez seu centro de gravidade mudará (devido à barriga), e não seria nenhum pouco prudente cair, ou sofrer qualquer tipo de impacto.

Mas o que queremos dizer com “não praticar nesta configuração”?

É simples, a escalada não é composta apenas pela ascensão em si, exercícios de força, equilíbrio e resistência fazem parte de qualquer programa sério de treinamento. Então, nossa sugestão é que você faça apenas exercícios de intensidade moderada no solo.

Com auxilio de um profissional, você poderá fortalecer sua musculatura do core (músculos que envolvem a região do abdômen), que fará sua gestação ser muito mais saudável, além de melhorar seu nível de escalada quando você voltar. Você também poderá praticar exercícios de flexibilidade no solo e resistência por meio de caminhadas ou bicicletas estáticas (bikes de academias).

Dessa maneira, você estará cuidando de você e do seu bebê, além de permanecer fazendo o que ama. Na dúvida, lembre-se do estudo “praticar exercícios em intensidade moderada atenua o risco durante a gravidez”.

+Veja Também:

Gostou da publicação? Comente como foi, ou como está sendo, sua experiência com a gravidez na escalada. Desejamos a todas uma ótima gestação!

REFERÊNCIAS

BARAKAT, PERALES, GARATACHEA, RUIZ, LUCIA. (2015). Exercise during pregnancy. A narrative review asking: what do we know? BR J Sports Medicine.

Afiliado 936-120-escalada1.jpg

Anúncios

4 comentários Adicione o seu

  1. CAMILA MATIAZI MACEDO disse:

    Temos vários exemplos de escaladoras no Brasil que permaneceram escalando na gestação. Mudando a cadeirinha de escalada e mantendo um grau mais baixo de dificuldade! Obrigada ao blog por trazer esse tipo de assunto, pq é claro q não é uma atividade recomendada para se aprender durante a gestação, mas e as escaladoras de alto nível, como fazer?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Camila.
      É verdade, temos vários exemplos de mulheres escalando durante a gestação. Porém, segundo o American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG) a mulher deve permanecer nesta prática no máximo até o terceiro mês, porque após esse período a saliência abdominal começa a aparecer aumentando o risco de trauma no feto devido a três principais fatores: 1) pressão da cadeirinha 2) queda de fragmentos de rocha 3) queda da própria pessoa. Além disso, no caso da escala outdoor, os locais de escalada estão localizados em regiões remotas, muitas vezes de difícil acesso e com trilhas longas, dificultando o atendimento rápido em caso de algum desconforto. Já na questão das atletas, uma sugestão para o 4 mês em diante é aprimorar a força e resistência no solo, com exercícios de musculação e atividade funcional. Yoga e natação também são recomendados, mas lembre-se, a intensidade de acordo com o artigo citado acima deverá ser sempre moderada.

      Ficamos muito felizes com a sua participação.
      Grande abraço!

      Curtir

  2. Karla Schmiguel disse:

    Já vi muitas mulheres escalando grávidas e foi inspirada nelas que tomei a decisão de escalar durante a gestação. Escalei até o sétimo mês, escolhendo vias sólidas (sem bloco solto ou rocha podre) e de graduação mais baixa do que eu estava acostumada, além de ser sempre em top rope. Também preferia setores onde não era necessário andar muito para chegar. Não tive problemas, minha gestação foi tranquila e a recuperação após o nascimento foi super rápida, apesar da cesárea.
    Mas acho que a mãe tem que se sentir segura para escalar nesse período e, se for o caso, deixa a escalada para depois. E o papai deve apoiar e incentivar seja qual decisão ela tomar.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s