A importância do Treinamento em Fingerboard

A popularidade da escalada tem aumentado significativamente nos últimos 20 anos com um número crescente de participantes tanto na escalada indoor quanto na outdoor. Porém, essa popularidade tem gerado um aumento crescente de lesões onde 40% são relatadas nas mão com metade acontecendo nas polias flexoras dos dedos, segundo CROWLEY, 2012. Deste modo, uma maneira de reduzirmos significativamente esses índices é o fortalecimento dessas estruturas através do treinamento em fingerboard.

Essa ferramenta surgiu em meados dos anos 80, onde escaladores do mundo todo introduziram o fingerboard em sua rotina de treinamento, tornando-o o equipamento mais utilizado para fortalecimento e melhora da performance. Esse versátil equipamento permitiu que escaladores trabalhassem força e resistência sem sair de casa.

Três características foram fundamentais para torna-lo um dos pilares do treinamento de escaladores:

  1. Facilidade de isolar uma variedade de posições de aderência de uma maneira altamente específica;
  2. Permitir o aumento/controle progressivo das cargas por possibilitar que se exercite com diversas profundidades, ou seja, da “pegada mais fácil” a “mais difícil”;
  3. Fácil montagem podendo ser instalado em uma casa ou apartamento.

Além disso, diversas pesquisas confirmaram que atletas de elite, quando comparados a atletas amadores, possuem maior resistência do antebraço e maiores taxas de força dos flexores dos dedos. Sendo assim, mais uma vez o fingerboard aparece como uma importante ferramenta para promover essas melhoras com relativa segurança.

Por fim, com diversas empresas e modelos disponíveis no mercado uma marca tem se destacado pela qualidade, versatilidade e preço justo de seus produtos, estamos falando da Bruto Fingerboard.

A Bruto oferece diversos modelos com destaque para o Bruto de Bolso que permite que você leve seu treino a qualquer lugar sem a necessidade de fixação direta na parede, vale a pena conferir o produto dos caras (link aqui). Portanto, quando pensar em melhorar seu desempenho não deixe de introduzir o fingerboard em sua rotina de treinamento.

+Veja Também:

Em breve publicaremos um vídeo com dicas de treino específicas para fingerboard, além disso, vamos abordar como trabalhar o aumento progressivo de cargas através do controle do número de séries, repetições e tempo de recuperação.

Referências

Timothy P. Crowley. The Flexor Tendon Pulley System and Rock Climbing. J Hand Microsurg (2012).

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s